JANAINA BARROS

Psicanálise do cafuné: sobre remendos, afetos e territórios

2016-2019

Costura, bordado, tecido em malha, algodão e renda

120 x 50 cm

Coleção da artista

Janaina Barros é artista visual, arte educadora e pesquisadora acadêmica cuja pesquisa envolve a criação de objetos com costura e bordado, e performance. Enquanto seus objetos revelam uma atenção ao domínio do doméstico e do privado pretos, suas performances acentuam considerações sobre o sujeito feminino negro e as tensões e exotizações criadas por sua presença no espaço público. Nas séries Psicanálise do cafuné: catinga de mulata (2017) e Psicanálise do cafuné: sobre remendos, afetos e territórios (2016-2019), Barros nos conduz a um espaço íntimo, feminino e preto e nos convida a considerar algumas questões: Como pensar sobre afetos em relação a uma população em permanente situação de violência e terror? Como atravessar os impactos de naturalizações de violências coloniais e des/velar epistemicídios contemporâneos e tecnologias de implementação dessas violências? Como acionar a memória como chave para reconstruir narrativas coletivas como estratégia de resistência? Quais as epistemologias, tradições e modos de aprendizagem específicos das famílias pretas? Como voltar ao nosso livro de receitas pretas e mergulhar em nossos conhecimentos ancestrais: nos banhos de ervas, nas orações para todos os males, e nas simpatias para o amor?

Janaina Barros

Janaina Barros

Brasil

REALIZAÇÃO:

PATROCÍNIO:

FINANCIAMENTO:

Site criado e desenhado pela EROICA conteúdo