PAZ ERRAZURIZ

Série El infarto del alma

1992

Impressão digital, 12 tintas pigmentadas sobre papel Hahnemühle Baryta

40 x 27 cm

Propriedade da artista

Na série de fotografias que reúne no livro El infarto del alma (O infarto da alma), Paz Errázuriz mostra os afetos, as relações a dois, os casais. São fotografias feitas no hospital psiquiátrico de Putaendo. Muitos dos que ali estão são indigentes. Entre esses seres abandonados pela sociedade, existe a proximidade, a aproximação, sentimentos. Paz percorre os corredores e os parques da instituição para fazer as fotografias; Diamela Eltit também o faz para escrever o que ela vê. “Na metade do caminho, Paz Errázuriz e eu, chegamos no limite, onde temos que enfrentar à disjuntiva de ter que cruzar as fronteiras continuamente”. Fronteiras da separação, do isolamento, da loucura; o isolamento do mundo exterior que prefere não olhar, não saber. As fotografias nos colocam em contato com a gramática de um amor que não conhecemos. Como se relacionam as pessoas neste espaço de confinamento?

REALIZAÇÃO:

PATROCÍNIO:

FINANCIAMENTO:

Site criado e desenhado pela EROICA conteúdo