MURO DA MAUÁ

Uma ação integrada da Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul em parceria com o Novo Muro da Mauá com o objetivo de aproximar a arte de todos e espalhá-la por toda Porto Alegre convidou seis artistas plásticos para ocuparem 10 telas do Muro. Alguns trazendo criações impressas digitalmente e outros com obras realizadas ao vivo diretamente no Muro. 
 

Conheça os artistas que fazem parte da iniciativa:
 

BRUNO-SCHILLING-FOTO-FABIO-ALT_03122021_ArteSalva_0106.jpg

Bruno Schilling (IG: @brunoschilling)
 

Tem 35 anos e é muralista, artista visual e designer. Seu desenvolvimento artístico teve início ainda na adolescência tendo no grafite e na intervenção urbana sua força motriz. Sua formação em Design Gráfico na Universidade Feevale fez com que influências como o movimento moderno do desenho gráfico, originário da Bauhaus, tivessem impacto na construção do universo criado pelo artista. Arte cinética, tecnologia, geometria e abstracionismo complementam suas áreas de interesse. Com pesquisa profunda em aplicações de estruturas e padronagens gráficas, especializou-se em criar malhas visuais com esquema de cor arrebatador e inserção cirúrgica das mesmas.

JOTAPE-PAX-FOTO-MAICON-CUNHA.JPG

Jotape Pax  (IG: @jotapepax) 
 

Natural de Porto Alegre, é artista visual, conhecido por suas linhas bem definidas e uma harmoniosa combinação de cores. Integra a diretoria da 13º edição da Bienal do Mercosul e também é o curador dos convidados que estarão no Novo Muro da Mauá na 3º fase do projeto. Autodidata, representou o Brasil em festivais internacionais em países como França, Grécia, Canadá, Chile e Estados Unidos, onde participou do encontro internacional Meeting of Styles, em Miami. No Brasil, fez parte dos artistas convidados da Bienal do Graffiti Fine Arte em SP e na Exposição coletiva Metropolitanos no MACRS. Também é um dos integrantes do PaxArt, que trabalha com planos de ambientação e intervenções, além de projetos especiais envolvendo arquitetura e design. Jotape tem ainda uma participação confirmada no Salão Internacional de Arte Contemporânea em Bruxelas, na Bélgica (Art3f), ainda em 2022.

LUIS-FLAVIO-TRAMPO-FOTO-ANDRE-GRECO-AMARAL.jpg

Luis Flavio Trampo (IG: @luis_flavio_72) 
 

Nasceu em Porto Alegre em 1972 e é um dos precursores do grafite no Rio Grande do Sul. Sua atual pesquisa em geometria sagrada tem sido sua principal influência, por vezes de forma simbólica e experimental, em outros momentos mais figurativa. Conhecido por seu trabalho social, Trampo é referência de arte urbana em Porto Alegre, participando tanto como voluntário em oficinas para adolescentes em comunidades carentes, como também transmitindo conhecimento em universidades e workshops. Sua circulação em diferentes meios, se reflete também na produção e na multiplicidade da aplicação de suas obras. Trampo participou de diversas exposições e mostras no Sul e Sudeste do País e também na Euroupa, entre elas: Mural Global Farbfierber, em Dusseldorff, na Alemanhã; International Poster Art, em Roma, Itália; Bienal do Graffiti de Belo Horizonte (MG); Bienal de Graffiti fine art, em São Paulo (SP); entre outros. Como artista, seu principal objetivo é levar a arte para onde as pessoas estão. Foi um dos primeiros artistas a pintar o muro, em 1992, quando ocorreu uma Pintura Coletiva do Muro da Mauá. 

OTAVIO-FABRO-FOTO-STUDIO-SABRINA-PESTANA.jpg

Otavio Fabro (IG: @otaviofabro) 
 

Nasceu em São Paulo (SP) em 1981. Hoje vive e trabalha entre a capital paulista e Florianópolis (SC). Na adolescência, encontrou no movimento hip-hop e na prática do grafite opções para manter-se ativo socialmente, ficando conhecido como Ota. A partir de 2001, sua poética engajada o levou a atuar como artista-educador junto a Febem/SP, MAM/SP, ONG Mais Diferenças, Céu Heliópolis entre outros, culminando em sua atuação frente ao programa Refugiados Urbanos e junto a ONG Projeto Quixote, sendo ainda colaborador do Unicef. Mestre e doutor em Artes Visuais, atuou como professor na rede pública durante 9 anos e hoje é docente no curso de licenciatura em Artes Visuais da Udesc. Seus trabalhos já foram expostos no MIS/SP; PGR/DF; MUBE; Paço das Artes/SP; Pinacoteca/SP; Museu da República do RJ; Parque das Ruínas RJ, Bienal de Arte Une, 2006, MASP; entre outros. 

PEDRO-MATSUO-FOTO-OTAVIO-CONCI.jpeg

Pedro Matsuo (IG: @matsuopedro) 
 

Nasceu em Porto Alegre (RS), em 1996, e é um artista multimídia. Atua em áreas que vão da pintura à moda, design, fotografia, projeções, tatuagem, tecnologia, entre outras plataformas que usa como meio de expressão. Seu trabalho se intensificou muito a partir da vivência de um coma em 2014. Devido a este acontecimento, o artista começou a viver de forma a valorizar a vida ao máximo - amar a si - e, a partir daí, a inquietude e a propulsão à criatividade se intensificaram. Formado em Design de Produto pela Unisinos, Pedro usou até então seu processo criativo para colaborar em projetos tais quais: BWACM- Japão; Puma Tsugui x Ratsuo; Clip Matuê - URUBUS feat Derek; 1993agosto x Ratsuo; Exposição Overdose, Mudar a Dose; Clip Filipe Ret – GONÊ; Kamikaze Store; BWACM - China e Coréia do Sul; Desfile Ratsuo X ARO; ÁLG x Ratsuo; Filipe Ret Shop x Ratsuo; Loja Iberê x Ratsuo; Desfile Ratsuo em CAOSTSUO; Exposição CAOSTSUO Galeria ISTA; Coleção Ratsuo ‘’Amuletos para escuridão‘’; The Matsuo Plastic Light Show LIVE; decutlait; etc. 

RAPHAEL-DE-LUCA-FOTO-BWACM.png

Raphael de Luca (IG: @raphadeluca) 
 

Nasceu em Porto Alegre, em 1998, é artista, designer, músico e produtor audiovisual. Tendo iniciado sua carreira aos 18 anos, trabalhou em diversos ramos do design, atendendo desde grandes marcas e nomes de peso no mercado musical, como Seu Jorge, Zeca Pagodinho e Hamilton de Holanda. O artista, que cursa licenciatura em Artes pela UFRGS, também participou de projetos gráficos de festivais como Rock in Rio e desenvolveu peças para grandes gravadoras como a Warner Music e Som Livre. Paralelamente ao design, elaborou duas exposições individuais e atua em projetos pessoais/coletivos envolvendo música, audiovisual, arte e tecnologia. São estes: o coletivo “Decutlait”, a rádio/plataforma “Em Trânsito EXP” e o projeto autoral de um disco composto, gravado e produzido por ele. 

STANG-FOTO-VINICIUS-AMORIM-IMG_0631.jpeg

Stang (aka Vitor Hugo Dell’Osbel) (IG: @stang.one) 
 

Nasceu em Caxias do Sul (RS), em 1995, e teve o desenho como forma primeira de expressão, seguida pela pixação e pelo grafite - elementos visuais que o fizeram iniciar uma busca pela estética e pelas narrativas próprias. A cidade e a vivência das ruas o inspiram nas diferentes maneiras de representar figuras humanas, elementos de abstração, geometria e cores. Atualmente residindo e trabalhando em Porto Alegre (RS), o artista já realizou três exposições individuais na capital e região metropolitana, além de participar de mostras coletivas, com destaque para a Bienal Hacienda Calle, no Equador.