Curso de Formação para Mediação da 13ª Bienal do Mercosul recebe inscrições até 6 de junho

Gratuitas, as aulas são voltadas para estudantes universitários e profissionais de diferentes áreas do conhecimento. Interessados podem fazer as inscrições até o dia 6 de junho pelo link





Um diálogo sincero – Curso de Formação para Mediação da 13ª Bienal do Mercosul recebe inscrições até o dia 6 de junho pelo link. Realizadas no período de 12 de julho a 13 de setembro no Auditório Ipê do Centro Cultural da UFRGS (Rua Eng. Luiz Englert, 333 – Campus Centro, Porto Alegre/RS), as aulas são voltadas para estudantes universitários e profissionais de diferentes áreas do conhecimento.

Gratuito, o curso conta com 25 encontros presenciais, que abordam conteúdos práticos e teóricos sobre mediação em artes visuais, educação, arte contemporânea, acessibilidade cultural e cidadania. Além de reflexões envolvendo os três grandes temas desta edição da Bienal “Trauma, Sonho e Fuga”, ações do Projeto Educativo e atividades práticas preparatórias para o dia a dia da equipe de Mediação na mostra integram o currículo.

Após a fase de inscrições, 200 pessoas serão pré-selecionadas a partir dos dados fornecidos no formulário. Elas participarão do primeiro módulo, composto por 11 encontros. Com o objetivo de garantir acesso a um maior número de participantes e de preservar a segurança sanitária, a Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul organizou esse primeiro módulo em dois turnos: tarde (das 14h às 17h) e noite (das 18h às 21h).

Ao final do primeiro módulo, a equipe educativa selecionará 90 titulares e 15 suplentes para participarem do segundo módulo do curso e, futuramente, formarem a Equipe de Mediação da 13ª Bienal do Mercosul. O segundo módulo, composto por 14 encontros, apresentará conteúdos teóricos direcionados às discussões artístico-pedagógicas específicas do evento, além de práticas coletivas de pesquisa e visitas mediadas experimentais, realizadas junto aos projetos educativos de instituições locais de artes visuais.

A contratação de mediadores acontecerá por intermédio do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). A remuneração mensal, considerando Bolsa Auxílio + Vale Transporte, é de R$ 1.050 (mil e cinquenta reais) e o período de vigência do contrato será de três meses, com carga horária de 30 horas semanais. Profissionais interessados, mas sem vínculo ativo com universidades, devem preencher o formulário e entrar em contato com a Equipe Educativa pelo e-mail educativo@bienalmercosul.art.br.



SOBRE A 13ª BIENAL DO MERCOSUL

Trauma, Sonho e Fuga

Sob o título-tema “Trauma, Sonho e Fuga”, a 13ª Bienal do Mercosul reconhece nos traumas – individuais ou coletivos – o maior combustível da arte de todos os tempos e entende os sonhos como um estratagema para a fuga. Assim, a vivência de um trauma coletivo, como é o caso da pandemia de Covid-19, impulsiona a criação artística para um território novo. O impacto no imaginário comum, através da ativação do onírico, dos sonhos e dos delírios, abre portas para o escape de uma condição imposta a todos nós.

Com curadoria geral de Marcello Dantas e dos curadores adjuntos, Laura Cattani, Munir Klamt, Tarsila Riso e Carollina Lauriano, e curadoria educativa de Germana Konrath, esta edição da mostra acontecerá entre os dias 15 de setembro e 20 de novembro de 2022, no Museu de Arte do Rio Grande do Sul – MARGS, no Memorial do Rio Grande do Sul, no Farol Santander Porto Alegre, na Fundação Iberê Camargo, na Usina do Gasômetro e no Instituto Caldeira, além de apresentar um percurso de Arte Urbana na região central de Porto Alegre.

A 13ª Bienal do Mercosul é viabilizada pela Lei de Incentivo à Cultura, patrocínio master do Santander, patrocínio para o Programa Educativo da Crown Embalagens e patrocínio da Gerdau e das lojas Renner. A mostra conta com apoio de Instituto CCR, Banrisul, Grupo Lins Ferrão, Grupo Oleoplan, Agibank, Lojas Lebes, DLL Financial Solutions Partner e Dufrio. Apoio cultural do Instituto Ling. Apoio Institucional de Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS), Memorial do Rio Grande do Sul, Centro Cultural UFRGS, Farol Santander, Fundação Iberê Camargo e o Instituto Caldeira. Realização Fundação Bienal do Mercosul, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal, e financiamento do sistema Pró-Cultura da Secretaria da Cultura do Governo do Estado do RS.