top of page

13ª Bienal do Mercosul e Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA) promovem atividades gratuita

Mesa-redonda sobre “Trauma, Sonho e Fuga” e bastidores da mediação da Bienal pautam os encontros



Em parceria, 13ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul e Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA) oferecem, neste mês, dois momentos de debate. O primeiro deles é a mesa-redonda “Trauma, sonho e fuga: um diálogo a partir da psicanálise”, no dia 5 de novembro (sábado), às 17h, no auditório do Memorial do Rio Grande do Sul.


O encontro tem como convidados os psicanalistas Neusa Knijnik Lucion e Sergio Lewkowicz, membros da SPPA, e mediação da curadora pedagógica da 13ª Bienal, Germana Konrath. A conversa abordará o impacto das vivências traumáticas, discutindo o papel da psicanálise e da arte contemporânea na busca de dar destino às experiências vividas. Lucion e Lewkowicz também debaterão os modos como a arte e a psicanálise buscam alcançar o que está além da linguagem, acessível somente por aproximações e por tentativas de sonhar, aludir, adivinhar e sentir.


Já no dia 9 de novembro (quarta-feira), às 19h, acontece o último encontro do ciclo Conversas de Cozinha – Bastidores da Bienal, no Auditório do Instituto Ling, apoiador cultural da 13ª Bienal do Mercosul. O último bate-papo da série aborda a intensidade do contato diário das equipes de mediação com o público e a potência das trocas entre mediadores e visitantes diante das obras. O encontro destaca a parceria da Bienal com a Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA), que tem oferecido apoio aos mediadores por meio de escuta psicológica, estabelecendo diálogos reflexivos sobre a rotina de trabalho no evento. Inscrições para a atividade devem ser feitas através do link.


Participam da conversa a psicóloga Ivani Bressan e a psiquiatra Magaly Weinstein, a pesquisadora Gabriela Mattia e o arte-educador Igor Pretto – supervisores de mediação da 13ª Bienal – e a arte-educadora Sofia Perseu, integrante do Projeto Educativo desta edição da mostra.


A série Conversas de Cozinha – Bastidores da Bienal está sendo realizada desde junho no Instituto Ling. Ao longo de seis encontros presenciais e mensais, os bate-papos reúnem integrantes das equipes do Projeto Educativo, da produção, da arquitetura, da engenharia e da montagem do evento para abordar o desenvolvimento de propostas artísticas, desde a concepção até a execução e inserção na 13ª Bienal. Além de apresentar artistas e obras presentes nesta Bienal, o ciclo tem como objetivo compartilhar aspectos menos conhecidos do público, relacionados ao contexto de uma Bienal do Mercosul.


O Instituto Ling também recebe até novembro o seminário Zonas de Contato, que aborda a temática Trauma, Sonho e Fuga a partir de diferentes experiências, formações e áreas de conhecimento, ao longo de seis encontros presenciais. Os encontros já realizados podem ser assistidos no canal de YouTube da Fundação Bienal do Mercosul.


A 13ª Bienal do Mercosul é viabilizada pela Lei de Incentivo à Cultura, patrocínio master do Santander e patrocínio para o Programa Educativo da Crown Embalagens. A mostra conta com apoio institucional do Centro Cultural UFRGS e apoio cultural do Instituto Ling. Realização Fundação Bienal do Mercosul, financiamento do sistema Pró-Cultura da Secretaria da Cultura do Governo do Estado do RS. Realização da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.



Participantes da atividade - Mesa-redonda “Trauma, Sonho e Fuga”

Neusa Knijnik Lucion é psiquiatra, psicanalista, membro da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre e professora do curso de formação em Psicoterapia de Orientação Analítica do Centro de Estudos Luis Guedes (CELG).

Sergio Lewkowicz é membro efetivo e analista didata da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre, professor e supervisor do curso de Psicoterapia de Orientação Psicanalítica do Departamento de Psiquiatria da UFRGS e membro do Comitê de Estudos de Gênero e Diversidade sexual da IPA.

Germana Konrath é pesquisadora, curadora, produtora artística e gestora cultural. Graduada em Arquitetura e Urbanismo na UFRGS, é mestra e doutoranda no PROPUR/UFRGS. Foi gestora cultural da Fundação Iberê e trabalhou em seis edições consecutivas da Bienal do Mercosul, destacando-se a coordenação de produção executiva da 8ª e da 9ª edições, ao lado de André Severo.


Participantes da atividade - Conversas de Cozinha

Gabriella Mattia é formada em Turismo e estuda Museologia na UFRGS. Pesquisa e atua nas áreas de comunicação em museus, educação museal e acessibilidade ao conhecimento científico. É extensionista no Laboratório de Design e Seleção de Materiais da Engenharia da UFRGS e supervisora de mediação do Memorial do Rio Grande do Sul na 13ª Bienal.

Igor Pretto é artista, arte-educador, performer, videomaker e produtor cultural. Desenvolve sua pesquisa a partir das interseções entre artes cênicas, audiovisual e redes sociais através do perfil de Instagram @____fakeman. Na 13ª Bienal, atua como supervisor de mediação do Memorial do Rio Grande do Sul.

Ivani T. Bressan é psicóloga, membro da SPPA, psicoterapeuta clínica pelo Instituto de Ensino e Pesquisa em Psicoterapia e especialista em Psicologia Clínica pela UFRGS.

Magaly Wainstein é psiquiatra, membro da SPPA e diretora científica, docente e supervisora do ITIPOA — Psicanálise e Criatividade.

Sofia Perseu é museóloga em formação pela UFRGS. Trabalhou como coordenadora do Núcleo Educativo da Associação Cultural Vila Flores, ministrou aulas de artes visuais para o público infantil na Casa Elétrica e atuou como livreira e produtora cultural na Livraria Baleia. É idealizadora do projeto literário Orelha e do livro Viagem para Dentro de Mim – Experiências Poéticas em Arte Educação. Atualmente, integra a equipe do Projeto Educativo da 13a Bienal.

Comentários


bottom of page